1. Permiss√£o internacional para dirigir
  2.  / 
  3. Blog
  4.  / 
  5. 10 fatos interessantes sobre o Tajiquist√£o
10 fatos interessantes sobre o Tajiquistão

10 fatos interessantes sobre o Tajiquist√£o

Fatos r√°pidos sobre Tajiquist√£o:

  • Popula√ß√£o: Aproximadamente 9,5 milh√Ķes de pessoas.
  • L√≠ngua oficial: Tadjique.
  • Capital: Dushanbe.
  • Moeda: Somoni do Tajiquist√£o.
  • Governo: Rep√ļblica com sistema presidencialista.
  • Religi√£o principal: Isl√£.
  • Geografia: Pa√≠s sem litoral na √Āsia Central, limitado pelo Afeganist√£o, Uzbequist√£o, Quirguist√£o e China.

Fato 1: Cerca de 90% do Tajiquistão é montanhoso

O Tajiquist√£o √© predominantemente montanhoso, com aproximadamente 90% de seu territ√≥rio coberto por montanhas. Al√©m disso, cerca de metade da massa terrestre do pa√≠s est√° situada acima de 3.000 metros (9.800 p√©s) acima do n√≠vel do mar. Esta topografia acidentada √© caracterizada pelos imponentes picos das cadeias de montanhas Pamir e Alay, ganhando o Tajiquist√£o o apelido de ‚Äúo telhado do mundo‚ÄĚ. O terreno montanhoso tem um impacto significativo no clima, biodiversidade e patrim√īnio cultural do pa√≠s, tornando-o um destino fascinante para aventureiros, entusiastas da natureza e exploradores culturais.

Nicolas Rénac, (CC BY-NC 2.0)

Fato 2: O nome da capital se traduz para segunda-feira

O nome √© derivado da palavra persa ‚Äúdu‚ÄĚ que significa ‚Äúdois‚ÄĚ e ‚Äúshanbe‚ÄĚ que significa ‚Äúdia‚ÄĚ. Diz a lenda que a cidade era originalmente uma pequena vila que s√≥ realizava um mercado √†s segundas-feiras. Com o tempo, a vila cresceu e se tornou uma cidade, e o nome ‚ÄúDushanbe‚ÄĚ pegou, refletindo suas origens humildes como uma cidade mercantil. Por que o segundo dia √© na segunda-feira? √Č assim que √© considerado no mundo isl√Ęmico ‚Äď domingo √© o primeiro dia da semana e s√°bado √© o √ļltimo.

Dushanbe, a capital do Tajiquist√£o, originou-se como uma pequena vila mercantil ao longo da Rota da Seda. Cresceu durante o final do s√©culo 19 e in√≠cio do s√©culo 20 sob o dom√≠nio do Imp√©rio Russo e expandiu-se ainda mais durante os tempos sovi√©ticos, tornando-se um centro industrial e administrativo. Depois que o Tajiquist√£o ganhou a independ√™ncia em 1991, Dushanbe tornou-se a capital e continuou a se desenvolver, misturando estruturas da era sovi√©tica com comodidades modernas. Hoje, serve como o centro pol√≠tico, econ√īmico e cultural do Tajiquist√£o.

Fato 3: No Tajiquist√£o h√° um lago com o nome de Alexandre, o Grande

No Tajiquist√£o, h√° um lago chamado Iskanderkul, que se traduz como ‚ÄúLago de Alexandre‚ÄĚ em ingl√™s. Diz a lenda que Alexandre, o Grande, o antigo conquistador grego, passou pela regi√£o durante suas campanhas militares na √Āsia Central, e o lago foi nomeado em sua homenagem. O Iskanderkul est√° localizado nas Montanhas Fann, oferecendo paisagens de tirar o f√īlego e servindo como um destino popular para turistas e entusiastas ao ar livre.

Roderick Eime, (CC BY-ND 2.0)

Fato 4: Tajiquist√£o tem a segunda barragem mais alta

A Barragem de Nurek do Tajiquistão, concluída em 1980, é a segunda barragem mais alta do mundo, com cerca de 300 metros (984 pés). Desempenha um papel crítico na geração de energia hidrelétrica e irrigação na região.

Também foi iniciada a construção da Barragem de Rogun, que, quando concluída, deverá ultrapassar a Barragem de Nurek em altura. A Barragem Rogun está projetada para ter cerca de 335 metros (1.099 pés) de altura, tornando-se a barragem mais alta já construída. Uma vez operacional, espera-se que aumente ainda mais a capacidade hidroenergética do Tajiquistão e contribua para o desenvolvimento regional.

Fato 5: Além disso, o Tajiquistão tem a segunda estrada mais alta do mundo

O Tajiquist√£o abriga a Rodovia Pamir, tamb√©m conhecida como M41, que √© a segunda maior estrada internacional do mundo. A rodovia atravessa as Montanhas Pamir, oferecendo vistas deslumbrantes da montanha e cruzando in√ļmeras passagens de alta altitude.

Uma das se√ß√Ķes mais not√°veis da Rodovia Pamir √© o Passo Ak-Baital, que fica a uma altitude de aproximadamente 4.655 metros (15.270 p√©s) acima do n√≠vel do mar. Isso o torna uma das passagens veiculares mais altas do mundo, perdendo apenas para a vizinha passagem de Khunjerab, na fronteira China-Paquist√£o. A Rodovia Pamir serve como uma rota de transporte vital conectando o Tajiquist√£o com pa√≠ses vizinhos, como Quirguist√£o, Afeganist√£o e China.

Nota: Se você planeja visitar o país, verifique se você precisa de uma Carteira Internacional de Habilitação no Tajiquistão para dirigir.

Timon91, (CC BY-NC-SA 2.0)

Fato 6: H√° terremotos devastadores no Tajiquist√£o

O Tajiquist√£o est√° localizado em uma regi√£o sismicamente ativa, e terremotos devastadores ocorreram na hist√≥ria do pa√≠s. Devido √† sua localiza√ß√£o ao longo da fronteira das placas tect√īnicas da Eur√°sia e da √ćndia, o Tajiquist√£o experimenta atividade s√≠smica frequente, tornando-o propenso a terremotos.

Um dos terremotos mais devastadores da história recente do Tajiquistão ocorreu em 10 de julho de 1949. Conhecido como terremoto de Khait, teve magnitude de 7,5 e causou destruição generalizada, particularmente na parte oriental do país. Milhares de pessoas perderam a vida e muitas aldeias foram severamente danificadas ou destruídas.

Mais recentemente, em 7 de dezembro de 2015, um forte terremoto com magnitude de 7,2 atingiu o sudoeste do Tajiquistão, perto da fronteira com o Afeganistão. O terremoto causou danos significativos em edifícios e infraestruturas na área afetada, resultando em vítimas e deslocamentos.

Fato 7: Tajiquist√£o tem quase 1000 rios

O Tajiquist√£o √© atravessado por numerosos rios, tornando-se um pa√≠s rico em √°gua na √Āsia Central. Embora o n√ļmero exato possa variar ligeiramente dependendo dos crit√©rios de classifica√ß√£o, estima-se que o Tajiquist√£o tenha cerca de 1.000 rios fluindo atrav√©s de seu territ√≥rio.

Esses rios se originam do terreno montanhoso do país, particularmente as cadeias de montanhas Pamir e Alay, e são alimentados por geleiras, derretimento de neve e precipitação. O rio mais significativo do Tajiquistão é o Amu Darya, que faz parte da fronteira sul do país e desempenha um papel crucial em seus sistemas de irrigação e agricultura.

Outros rios notáveis no Tajiquistão incluem os rios Vakhsh, Panj, Kofarnihon, e Zarafshon, entre muitos outros. Esses rios não apenas fornecem água para beber, agricultura e geração de energia hidrelétrica, mas também contribuem para as deslumbrantes paisagens naturais e biodiversidade do país.

Ninara, (CC BY 2.0)

Facto 8: As receitas provenientes do estrangeiro representam uma parte significativa do rendimento de um país

As remessas dos tajiques que trabalham no estrangeiro constituem uma parte substancial do rendimento do pa√≠s, contribuindo significativamente para a sua economia. Nos √ļltimos anos, as remessas representaram aproximadamente 25% a 35% do PIB do Tajiquist√£o, tornando-as uma fonte vital de entrada de moeda estrangeira. O Tajiquist√£o tem uma grande di√°spora, com muitos cidad√£os do Tajiquist√£o trabalhando na R√ļssia, Cazaquist√£o e outros pa√≠ses como trabalhadores migrantes. Esses fundos desempenham um papel crucial no apoio √†s fam√≠lias, na redu√ß√£o da pobreza e no est√≠mulo √† atividade econ√īmica.

Fato 9: H√° uma montanha de sal no Tajiquist√£o

O Tajiquist√£o √© o lar da Montanha de Sal Sarikol, tamb√©m conhecida como Montanha de Sal Yagnob. Localizada na regi√£o remota do Vale do Yagnob, esta maravilha natural √© um dos maiores dep√≥sitos de sal da √Āsia Central. A montanha √© composta inteiramente de sal e foi formada ao longo de milh√Ķes de anos atrav√©s de processos geol√≥gicos.

A Montanha de Sal Sarikol é um marco geológico e cultural significativo no Tajiquistão, atraindo visitantes e pesquisadores. O sal extraído da montanha tem sido usado para vários fins ao longo da história, incluindo usos culinários, medicinais e industriais.

Akbarzoda, CC BY-SA 4.0, via Wikimedia Commons

Fato 10: Nos tempos antigos, o Tajiquist√£o era um dos centros do budismo

A regi√£o fazia parte da maior esfera cultural budista que se estendia pela Rota da Seda, conectando o subcontinente indiano com a √Āsia Central e Oriental.

A localiza√ß√£o estrat√©gica do Tajiquist√£o ao longo da Rota da Seda facilitou a dissemina√ß√£o do budismo na regi√£o, com numerosos mosteiros budistas, estupas e artefatos encontrados em toda a √°rea. Estudiosos acreditam que o budismo floresceu no Tajiquist√£o, especialmente nas regi√Ķes que fazem fronteira com o atual Afeganist√£o e Uzbequist√£o.

A antiga cidade de Penjikent, localizada no atual Tajiquist√£o, foi um dos principais centros do budismo na regi√£o. Escava√ß√Ķes em Penjikent revelaram templos, esculturas e artefatos budistas, fornecendo informa√ß√Ķes valiosas sobre a dissemina√ß√£o e a pr√°tica do budismo na √Āsia Central durante os tempos antigos.

No entanto, com a ascensão do Islã na região a partir do século 7, o budismo gradualmente declinou no Tajiquistão, eventualmente se tornando uma religião minoritária.

Please type your email in the field below and click "Subscribe"
Subscribe and get full instructions about the obtaining and using of International Driving License, as well as advice for drivers abroad